AVALIAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO DO PESCADO COMERCIALIZADO NA REGIÃO BAIXO SÃO FRANCISCO

Resumo: O objetivo do presente trabalho foi avaliar as condições higiênico-sanitárias e as Boas Práticas de Manipulação dos pescados criados e comercializados nos Povoado Mussuípe e Betume ambos localizados no Município de Neópolis – SE. Assim, foi possível identificar diversos riscos que comprometem a saúde e a integridade do consumidor, tanto do ponto de vista físico, químico e principalmente microbiológico. A pesquisa foi realizada no mês de Janeiro de 2021, nos respectivos locais, onde inicialmente foram observadas as condições de Boas Práticas durante todo o processo de: captura, pós captura, armazenamento, refrigeração, evisceração e comercialização do pescado, seguindo de outras visitas para aplicação de um checklist elaborado pela equipe, com base na legislação da ANVISA RDC 216/2004. Nos locais analisados foi possível observar que existem inúmeras irregularidades que comprometem a qualidade do pescado. As maiores não conformidades dos locais, seguido a Legislação RDC n° 216/2004, foram observadas principalmente em itens como: piso, tetos, paredes, higienizações, utensílios, manipulação, ausência de refrigeração e embalagens inadequadas para comercialização do pescado, como também falta de conscientização dos ribeirinhos quanto ao uso dos EPI’s.

Autores: Acácia Lima Silva 1; Vitória Pinheiro Barroso² Hyasmym Alves Santos2; Cristiane Santos Silva2; Vanessa Cristine Silva Santos 3

Consultar afiliações no livro

DOI: https://doi.org/10.53934/9786599539657-34

Capítulo do livro:

PESQUISAS E ATUALIZAÇÕES EM CIÊNCIA DOS ALIMENTOS

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta