RESVERATROL: UMA REVISÃO SOBRE O POLIFENOL E SEUS EFEITOS ANTIDIABÉTICOS

Resumo: Os polifenóis, derivados de plantas, são considerados os compostos bioativos mais amplamente difundidos. O resveratrol, uma fitoalexina produzida por plantas em resposta a injúrias, é um dos representantes desse grupo de moléculas bioativas e pode ser encontrado nas formas cis e trans, sendo a forma trans reconhecida por suas propriedades funcionais. Entre essas propriedades estão efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios, antiplaquetários, imunomoduladores, anti-hiperlipidêmicos, anticancerígenos, neuroprotetores, entre outros. A primeira associação feita entre benefícios à saúde e o consumo de resveratrol foi através do “Paradoxo Francês”, nome dado ao fenômeno vivenciado por franceses que possuem uma dieta rica em gordura e apresentam baixo índice de doenças cardíacas devido ao tradicional consumo de vinho. Como antidiabético, o resveratrol é capaz de melhorar a resistência à insulina, aumentar a captação de glicose, preservar células pancreáticas e inibir enzimas da digestão de carboidratos. O objetivo desta revisão é elencar algumas informações importantes a respeito do resveratrol e mostrar alguns estudos científicos que foram realizados com o intuito de comprovar e esclarecer os mecanismos do efeito antidiabético do resveratrol.

Autores: Lívia Neves Santa Rosa; Jaqueline de Paula Rezende; Ana Clarissa dos Santos Pires

Consultar afiliações no livro

DOI: 10.53934/9786599539695-35

ISBN: 978-65-995396-9-5

Capítulo do livro: Ciência e Tecnologia de Alimentos: Pesquisas e Avanços, Vol. 3

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta

//
//
Jaelyson Max
Atendimento Agron

Me envie sua dúvida ou problema, estou aqui para te ajudar!

Atendimento 100% humanizado!