DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS POR MEIO DO EMPREGO DE CARNE MECANICAMENTE SEPARADA DE TILÁPIA DO NILO (Oreochromis niloticus): UMA REVISÃO

Resumo:

O pescado é considerado um alimento fonte de proteínas, além de oferecer outros nutrientes fundamentais para a saúde humana. Além disso, a indústria do pescado tem aumentado sua produção gradativamente todos os anos, consequentemente, contribuindo para o aumento de geração de resíduos a partir do processamento dos peixes. Dessa forma, estudos apresentam formas de aproveitamento a partir da CMS de tilápia, diminuindo a geração de resíduos e enriquecendo subprodutos nutricionalmente. Nesse contexto, o presente estudo de revisão teve como objetivo apresentar o desenvolvimento de novos produtos por meio de CMS de tilápia, abordando estudos que comprovam a importância do aproveitamento na cadeia alimentar e de forma a proporcionar alimentos de qualidade, de maneira mais acessível e reduzindo os impactos ambientais. Diante disso, há ações que podem atenuar essa problemática, pois a utilização dos resíduos na tecnologia de alimentos pode diminuir as perdas econômicas das indústrias, diminuir a contaminação do meio ambiente pelo descarte inadequado do lixo orgânico industrial e atender a demanda do consumidor, que está cada vez mais exigente.

Autores: Marisa Wansovski ;  Leonardo de Jesus Siqueira ; Fernanda Raghiante ; Elaine Alves dos Santos *

Consultar afiliações no livro

DOI: doi.ordoi.org/10.53934/9786599539664-35

ISBN: 978-65-995396-6-4

Capítulo do livro: Ciência e Tecnologia de Alimentos: Pesquisas e Avanços

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta