REVISÃO SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE KOMBUCHÁ

Resumo:A indústria de alimentos está em constante evolução para atender as demandas dos consumidores, que cada vez mais vem demonstrando interesse em produtos que possuam benefícios relacionados a saudabilidade e bem estar, e neste sentido os produtos fermentados atendem a essas demandas, em especial a Kombuchá que é obtida através da fermentação aeróbia e fermentação anaeróbia do mosto obtido pela infusão ou extrato de Camellia sinensis e açúcares por cultura de bactérias e leveduras. A Kombuchá ainda pode ser caracterizada como uma bebida alcoólica, respeitando os limites de 0,6% a 8,0% do teor alcoólico. Diversos estudos abordaram os benefícios do consumo desta bebida, podendo citar atividade antioxidante, prevenção de doenças cardiovasculares, cancro, insuficiência renal e diabetes, além de possuir atividades antimicrobianas, provenientes da catequina e flavonóis e com relatos de feitos relaxantes, proveniente do aminoácido teanina. No entanto apesar destes benefícios apresentados, estudos principalmente envolvendo a parte de digestão in vitro se faz necessário para averiguar as extensões dos benefícios da Kombuchá no organismo humano.

Autores: Bianca Ferreira Augustinho1; Tulio Henrique Batista da Silva2; ; Ellen Godinho Pinto3; Wiaslan Figueiredo Martins; Dayana Silva Batista Soares; Ana Paula Stort Fernandes

Consultar afiliações no livro

DOI: doi.ordoi.org/10.53934/9786599539664-24

ISBN: 978-65-995396-6-4

Capítulo do livro: Ciência e Tecnologia de Alimentos: Pesquisas e Avanços

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta