CIÊNCIA SENSORIAL E MÍDIAS SOCIAIS: UMA REVISÃO

Resumo: A análise sensorial é a avaliação dos sinais recebidos através dos sentidos da visão, audição, paladar, olfato e tato. É considerada um processo-chave no desenvolvimento de novos produtos e essencial para entender os consumidores, preenchendo a lacuna entre as características do produto e a percepção e aceitação do consumidor. Com a intensificação do processo de globalização e dos avanços tecnológicos, várias áreas estão em busca de inovação para o novo modelo digital, ou seja, a publicidade contemporânea. Um marco desse avanço foram as chamadas Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) e Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) estas, oportunizam por meio de equipamentos, mídias, a junção de vários meios e de pessoas numa rede que favorece a comunicação entre seus integrantes, aumentando as ações e possibilidades já garantidas pelos meios tecnológicos. Associada às novas tecnologias, a utilização da internet assegura maior comunicação entre indivíduos de origem diferentes, originando por meio do diálogo e da facilidade deste exercício a troca de conhecimento e enriquecendo o ensino-aprendizagem. Em vista do exposto, o presente trabalho tem o objetivo de apresentar as oportunidades e desafios que as mídias sociais oferecem para a ciência sensorial e do consumidor bem como os principais meios de comunicação a serem aplicados na mesma. A pesquisa foi realizada na plataforma do Instagram e mostrou que a maioria dos influenciadores digitais da plataforma trabalha o tema de análise sensorial através de publicações do Feed e o fazem por meio da divulgação de conteúdo relacionado ao ensino e discussão.

Autores:  Cristiane Teles Lima ; Edneia Correia de Souza ; Isabela Cristina Pascoal Reis ; Hugo José Martins Carvalho ; Tatiana Nunes Amaral *

Consultar afiliações no livro

DOI: doi.ordoi.org/10.53934/9786599539664-10

ISBN: 978-65-995396-6-4

Capítulo do livro: Ciência e Tecnologia de Alimentos: Pesquisas e Avanços

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta