OBTENÇÃO DE CHAYA EM PÓ COMO FORMA DE AGREGAÇÃO DE VALOR PARA AGRICULTURA FAMILIAR E UTILIZAÇÃO NA ALIMENTAÇÃO HUMANA

Resumo:Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs) têm se mostrado ótimas alternativas para diversificação da alimentação, além de contribuírem para o fortalecimento da agricultura familiar. A Chaya (Cnidoscolus aconitifolius), pertencente ao gênero Cnidoscolus e à família Euforbiácea, é considerada uma PANC, originária da Mesoamérica e domesticada no Brasil. É uma planta perene, com hábito arbustivo, usada na alimentação e como planta medicinal. Assim como outras PANCs, possui fatores antinutricionais, principalmente o ácido oxálico, e precisa ser submetida a tratamento prévio ao consumo. A fim de garantir o consumo seguro, apresentar a chaya em pó como alternativa para comercialização da agricultura familiar e disseminar o conhecimento sobre esta planta, o estudo em questão objetivou determinar a concentração de ácido oxálico e caracterizar a composição centesimal. Como resultados, após o tratamento a chaya apresentou baixo teor de ácido oxálico solúvel (7,14 mg.100 g-1), com remoção de 96,1% em 25 minutos de branqueamento, não apresentando potencial para causar malefícios à saúde humana e apresentou alto teor de proteínas (20 g.100 g-1) e alto teor de fibras (39,59 g.100 g-1), justificando a importância de sua introdução na alimentação.

Autores:  Roberta de Souza Barros1; Mariá Toledo de Carvalho Silva2; Paulo Cezar da Cunha Junior3; Anelise Dias4; Maria Ivone Martins Jacintho Barbosa5; Elisa Helena da Rocha Ferreira6

Consultar afiliações no livro

DOI: doi.org/10.53934/9786599539657-72

Capítulo do livro:

PESQUISAS E ATUALIZAÇÕES EM CIÊNCIA DOS ALIMENTOS

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta