USO DO INFRAVERMELHO PRÓXIMO (NIR) NO CONTROLE DE QUALIDADE DE FRUTAS: REVISÃO

Resumo:A elevação da comercialização e produção de alimentos é acompanhada pelo aumento de infecções, enfermidades e mortes reDiversas análises podem ser utilizadas para mensurar a qualidade dos frutos, como o teor de sólidos solúveis, pH, acidez, cor, teores de compostos bioativos, dentre outras. Essas análises podem ser utilizadas como parâmetros pré e/ou pós-colheita. Os métodos mais comuns utilizados na determinação desses parâmetros são chamados de convencionais e podem exigir equipe treinada, reagentes específicos, além de requerer certo tempo para a obtenção dos dados. A tecnologia do infravermelho próximo (NIR), captura espectros que carregam informações tanto do ponto de vista qualitativo quanto quantitativo, e pode ser realizada no alimento intacto, ou seja, é um método não destrutivo e obtém respostas rápidas. Portanto, o objetivo dessa revisão foi mostrar como a tecnologia NIR foi utilizada na análise dos parâmetros de qualidades de frutas. Este estudo buscou trabalhos que avaliaram os parâmetros de qualidade de algumas frutas através do NIR. Dentre os resultados obtidos percebeu-se que para alguns parâmetros o NIR se mostrou promissor, com alta capacidade preditiva podendo até substituir os métodos convencionais, enquanto que para outros parâmetros a capacidade preditiva não foi eficaz, podendo ser utilizada apenas para classificação de frutos. Portanto, o NIR é uma ferramenta prática e eficiente e o seu uso deve ser realizado de acordo com cada alimento e característica desejada.

.

Autores: Francisca Pereira de Moraes1; Angelinne Costa Alexandrino2

Consultar afiliações no livro

DOI: https://doi.org/10.53934/9786599539657-46

Capítulo do livro:

PESQUISAS E ATUALIZAÇÕES EM CIÊNCIA DOS ALIMENTOS

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta