EFEITO DAS CONDIÇÕES DE INFUSÃO SOBRE O TEOR DE COMPOSTOS FENÓLICOS DO EXTRATO AQUOSO DE FOLHAS DE TANSAGEM (Plantago major L.)

Resumo: O consumo de extrato aquoso de diversas espécies vegetais tem sido uma prática comum pela população mundial, em função das propriedades terapêuticas resultantes de uma série de compostos benéficos presentes nesses extratos. Entre as plantas com uso medicinal, a tansagem tem se destacado pelas propriedades benéficas à saúde, atribuídas principalmente aos compostos fenólicos. As condições de preparo da infusão das folhas de tansagem podem interferir na extração destes compostos. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito das condições de infusão, como tempo e temperatura, sobre o teor de compostos fenólicos obtido no extrato aquoso de folhas de tansagem(Plantago major L.). Para avaliar o efeito da temperatura (X1) e tempo (X2) na extração de compostos fenólicos foi aplicado um planejamento fatorial 32, em diferentes temperaturas (X1= 60, 75 e 90 °C) e tempos (X2= 5, 15 e 25 min). Os dados obtidos neste estudo revelaram que em tempos mais longos e temperaturas mais elevadas de infusão, obteve-se melhor extração de compostos fenólicos nas amostras de tansagem. A maior extração de compostos fenólicos ocorreu a 90 ºC por 25 min (86,17 mg AG por 100 mL). 

Autores: Carla Patrícia Schmitt1; Marines Marlete Stahlhofer2; Tayná Francine Gretzler  Gruetzmann3; Denise da Fontoura Prates4; Danielle Cristina Barreto Honorato Ferreira5; Tahis Regina Baú6

Consultar afiliações no livro

DOI: https://doi.org/10.53934/9786599539657-115

Capítulo do livro:

PESQUISAS E ATUALIZAÇÕES EM CIÊNCIA DOS ALIMENTOS

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta