MATURAÇÃO DE QUEIJO DE COALHO COM VINHOS

Resumo: O queijo de coalho é derivado tradicionalmente do leite de vaca, com potencial socioeconômico promissor no Nordeste, podendo ser empregadas tecnologias para melhorar e/ou acentuar suas características sensoriais de forma a agregar valor ao produto. O objetivo deste trabalho foi maturar queijos de coalho, provenientes da agroindústria laticinista do Alto Sertão Sergipano, em vinhos, e avaliar suas caraterísticas físico-químicas e microbiológicas. O delineamento experimental apresentou como variáreis independentes o tempo de maturação (30 e 45 dias) e o tipo de vinho (branco seco e tinto seco). Ao final da maturação, foram avaliados quanto aos parâmetros pH, acidez, umidade, extrato seco total, extrato seco desengordurado, proteínas e lipídios. Os parâmetros microbiológicos foram coliformes termotolerantes, Salmonella sp., mesófilos, bolores e leveduras. Não foram observadas diferenças significativas entre as variáveis independentes para a umidade e extrato seco total. Para os demais parâmetros, obteve-se diferença significativa pelo teste de Tukey (p≤0,05). Para coliformes termotolerantes (< 3 NMP/g) e Salmonella sp., as amostras se apresentaram seguras microbiologicamente, porém apresentaram contagens elevadas de mesófilos (>104 UFC/g), e bolores e leveduras (>104 UFC/g). Esta resposta pode estar associada a condições higiênico-sanitárias da matéria-prima ou do processamento do queijo de coalho. O queijo de coalho maturado imerso em vinhos apresenta-se como uma alternativa viável para o desenvolvimento de um novo produto na região. Sugerem-se, doravante, novas investigações relacionadas à aceitação sensorial dos produtos, bem como o aprimoramento das condições de manipulação, como forma de garantir a segurança microbiológica deste novo produto de elevada importância para a agroindústria brasileira.

Autores: Débora Oliveira Lemos; Carolina Natalie Fontes Arôxa; Karina Magna Macena Leão; Tatiana Pacheco Nunes; Narendra Narain; Lília Calheiros de Oliveira Barretto

DOI: https://doi.org/10.53934/9786599539633-87

Capítulo do livro:

Produção Animal e Vegetal: Inovações e Atualidades

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta

//
//
Jaelyson Max
Atendimento Agron

Me envie sua dúvida ou problema, estou aqui para te ajudar!

Atendimento 100% humanizado!