ESTIMATIVA DA RADIAÇÃO SOLAR GLOBAL EM FUNÇÃO DE FAIXAS DE AMPLITUDE TÉRMICA E PRECIPITAÇÃO PELO MODELO DE HARGREAVES E SAMANI

Resumo: Considerando a vulnerabilidade do setor agropecuário diante das variações climáticas e da necessidade de gerar estratégias de manejo, muitos estudos buscam meios eficientes de estimar variáveis climáticas em determinadas regiões. Neste sentido, esta pesquisa teve o objetivo de calibrar o modelo de Hargreaves e Samani para estimar a radiação solar em Jaú-SP, em função da precipitação e da amplitude térmica. Para tal, foram utilizados dados climáticos obtidos na estação meteorológica da Faculdade de Tecnologia de Jahu no período de 2009 a 2018. O modelo de estimativa da radiação solar global empregado foi o de Hargreaves e Samani, realizando-se a calibração de Kr em função da precipitação (dias com e sem precipitação) e da amplitude térmica diária (maior ou menor que 5ºC). A validação de Kr foi realizada utilizando os coeficientes de determinação e correlação, além dos índices de concordância e confiança. Os resultados demonstraram que a utilização de Kr específicos para dias com (Kr=0,115) e sem precipitação (Kr=0,148 e 0,145) apresentaram classificação boa para o índice de confiança. Conclui-se que esta forma de tratamento de dados apresenta-se simples e viável para correção do modelo, permitindo sua utilização.

Autores: Bruno Marcos Nunes Cosmo; Glauber José de Castro Gava; Tatiani Mayara Galeriani; Adolfo Bergamo Arlanch; Willian Aparecido Leoti Zanetti

DOI: https://doi.org/10.53934/9786599539633-9

Capítulo do livro:

Produção Animal e Vegetal: Inovações e Atualidades

Fundada em 2020, a Agron tem como missão ajudar profissionais a terem experiências imersivas em ciência e tecnologia dos alimentos por meio de cursos e eventos, além das barreiras geográficas e sociais.

Deixe uma resposta

//
//
Jaelyson Max
Atendimento Agron

Me envie sua dúvida ou problema, estou aqui para te ajudar!

Atendimento 100% humanizado!